quarta-feira, setembro 12, 2007

(eis toda a verdade de eu ser assim...)

A vida já é tão séria, que se eu não apalhaçar corto os pulsinhos!



E é com estas parvalheiras que digo que ao menos me divirto no meio de toda esta insanidade!

5 comentários:

fonzie disse...

divertes-te tu e os milhões de leitores do blog. tudo menos cortar os pulsinhos, senão quem é q alegrava a nossa vida? quem comandava os nossos destinos? a batata?

Beu-beu disse...

Arrozinho! Subscrevo o que diz o amigo Fonzie! Tu és um garrafão (tirando a comparação do ponto de vista estético, claro) de água no meio do deserto, és uma andorinha (aqui a comparação estética é mais feliz) que nos anuncia a primavera, és um raio (raios parta as imagens que vêem à tola hoje) de sol numa manhã de nevoeiro e neblina, és um ossinho (esta ainda foi pior!) que aparece a um cão faminto, bem, tu, tu és Tudo!
Por tudo isto, Obrigado Arrozinho por existires! jinho

maria arroz disse...

Êêêê...lá vens tu com a história dos milhões...
:)
tadinha da batata...ainda não está recomposta da super derrota...
Lol!
E que comparações são essas?!
Pronto, sou o sol dos dias nublados e não se fala mais nisso!
:)

(estamos a tentar deixar de ser osso...mas a dieta do "um corneto por dia" ainda não surtiu grandes efeitos...)

Gémea disse...

Sim, mas aos poucos vai a galinha enchendo o papo! Daqui a nada, já tens bunda, e coxa, para fazeres a alegria de ainda mais leitores. Raio já tu és, para Sol falta pouco... :)
Beijos, beijos.

P.S - o tempo custa tanto a passar... bbbuuuuáááá....

maria arroz disse...

Lol! Tipo aquela "És linda como o sol, que não se pode olhar de frente!"
(ou qq coisa assim..)

Hummmm...gémea, isso era suposto ser um elogio,não era?!