sábado, setembro 15, 2007

E = m·c²





Em outros tempo (ainda mais impulsiva) faria questão de perguntar com pouco jeitinho:


...e por estes dias já não insisto mais...


..só tenho deixar de ser assim...

5 comentários:

fonzie disse...

não deixes. mais vale ser assim e mandar umas cabeçadas de vez em quando, ter umas chatices ou umas desilusões, do que o contrário e não apreciar verdadeiramente as pessoas e a vida.

P disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
P disse...

Há várias formas de encarar a vida...não podes ser volátil, mais uma no reino da insignificância!...NEM PENSAR!...há que apanhar mais "choques eléctricos" e nunca esquecer da "treta" da fidelidade a ti própria...e não sou eu quem o digo ;)...

Beu-beu disse...

Arrozinho!
Se não dispenso uma vinda diária aqui, ao teu blog, é exactamente por seres como és. Acredita que os que te desiludem não são os mais felizes. Vê-se, nos comentários que aqui te deixam, ou no Arroz de Bacalhau, os excelentes amigos que crias e é isso que mais interessa. De vez em quando tens umas desilusões, mas faz parte da vida. Se mudares desiludes os tais amigos que te adoram, veneram.
Força Arrozinho! Amanhã é outro dia! Se há pessoa que não merece nunca estar triste, és tu, acredita, és fantástica!
jinhosssssssss
(já leste o tal livro? Fazia-te bem!)

maria arroz disse...

Tendeis todos razão!:)
Não vou mudar, porque não acho que esteja errada!Eu sou assim,pôxa!
e quem quiser que leve lá a sua bicicleta!o que é que se pode fazer?!é a vida...